Cozinha | Waffle

janeiro 17, 2017

Fotografia retirada do Pinterest
Até há cerca de quatro/três anos, Waffles passavam-me ao lado. Isto também porque nunca tinha encontrado um lugar onde vendessem e fizessem este tipo de doçaria. Hoje em dia, encontrar um lugar onde se consumam Waffles está nas coisas mais fáceis de se encontrar neste cantinho que é a cidade de Braga e depois de as ter experimentado, ir comer uma Waffle com grupo de amigos é das coisas que mais me dá satisfação. Adoro-as, principalmente com bola de gelado de sabor de qualquer chocolate gordo tipo Kinder ou Maltesers.

No entanto, neste Natal de 2016 ofereci-me a mim mesma uma máquina de fazer Waffles - adulto gosta é mesmo destas coisas, ok? - e desde então, tive que procurar uma receita que satisfizesse os cravings de Waffles que de vez em quando me assolam. Os Waffles de Liége, por serem mais caramelizados, foram os que mais chamaram a atenção e segue a receita.

Ingredientes:
7 gramas de fermento de padeiro em pó
1/3 de uma chávena de água morna
1 colher e meia (sopa) de açúcar
1 pitada de sal
2 chávenas de farinha de trigo
3 ovos
1 chávena de manteiga derretida
1 colher de chá de essência de baunilha
1 chávena de açúcar aos cubos partidos em pequenos pedaços

Preparação:
Numa tigela, junta-se o fermento com a água morna, o açúcar e a pitada de sal e deixa-se levedar uns minutos. Enquanto isso e em outro recipiente, coloca-se a farinha, fazendo um buraco no meio e junta-se o preparado anterior. É possível usar a batedeira mas eu prefiro "pôr a mão na massa", então vou mexendo e incorporando esta mistura com a colher de pau até começar a adicionar os ovos, um a um, a manteiga derretida e a essência de baunilha. À medida que se for mexendo, a colher de pau poderá ser substituída pela nossas mãos mas isso sempre vai depender do ponto que a massa for ficando. 
Após bater e misturar tudo muito bem, deixa-se a massa descansar por cerca de 1hora até dobrar o volume. Depois é só adicionar os cubos de açúcar partidos em pequenos pedaços (para imitar o açúcar em pérolas que nunca encontrei nos supermercados portugueses) e deixar descansar mais uns 15 minutos.

Aquece-se a máquina das Waffles e quando a temperatura desta estiver alta, coloca-se uns montinhos da massa, fecha-se a máquina e deixam-se cozer as Waffles até adquirirem uma cor dourada. O açúcar partido desta forma, vai trazer aquele aspecto caramelizado às Waffles e que fica, por si só, uma delícia.

Depois de retiradas as Waffles para um prato, podem decorar e juntar o que mais gostarem. Caldas de frutas, geleias, frutas, chocolates derretidos, smarties... - basicamente tudo porque nada é má mistura junto com Waffles.

Observação: É possível fazerem Waffles sem a máquina, num tacho normal em lume brando e ir virando algumas vezes. Só que não fica com o formato característico, obviamente. Mas o que importa é o sabor, não é mesmo? 

Outra coisa que é muito boa são os churros de feira! Vamos fazer?

5 comentários:

  1. No Brasil num tem disso. Como que faz? quero.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo18/01/17, 11:58

    Adoro Waflles principalmente aqueles açucarados que me lembram os tempos de escola :)

    ResponderEliminar
  3. Acho que vou adquirir uma máquina de fazer waffles! Tenho que experimentar fazer isso em casa.

    ResponderEliminar
  4. Quando há feiras aqui pela terrinha prefiro sempre as waffles aos churros ou farturas. São mesmo deliciosas! Beijinhos :)

    ResponderEliminar

Deixa-me a tua opinião. É muito importante para mim.