Seven Days Of Me | Três defeitos e três qualidades

fevereiro 24, 2017


The dark side. 
Sou impulsiva.
Culpa do signo - carneiro, sim sou a louca da astrologia - ou não, a verdade é que sou muito impulsiva. Descontrolo-me facilmente, digo coisas que às vezes não deveria ter dito e ajo bastante por impulsos, do género "Hoje apetece-me isto" e vou lá e faço. Pode ser que tenha um q.b. de qualidade neste aspecto por agir sempre face a qualquer situação mas, a verdade, é que tem coisas que depois bate aquele arrependimento.

Sou consumista.
Não sei ser poupada, confesso. Tenho aquela visão de que "o dinheiro tem mais é que circular" e embora eu tenha consciência daquilo que compro e porque compro (às vezes é por impulso mesmo!) e prefira sempre as famosas "pechinchas" aos itens mais caros, o facto é que apercebo-me que eu gasto demasiado dinheiro quando faço as contas ao fim de cada semana. Onde deixo as minhas pequenas fortunas? Roupas, livros, maquilhagem, cinema e comida.

Sou controladora.
E isto é comigo mesma. Eu preciso de controlar tudo o que vou fazer, as horas, os minutos. Planeio o meu dia em virtude de "à hora x vou fazer isto e aquilo" e caso alguma coisa mude o plano feito, fico extremamente agoniada e muitas vezes a sentir-me um lixo. 

The bright side.
Sou muito feliz com as pequenas coisas da vida.
Um dia de sol é o suficiente para me deixar bem-humorada, assim como receber um carinho inesperado ou quando a minha comida favorita é servida ao almoço. O perfume das flores pelas ruas e aquela brisa do vento, o barulho das ondas no mar ou a sensação dos pés na areia de uma praia. Sinto-me sempre grata por tudo o que tenho e auto-saboto os meus momentos de tristeza com coisas positivas, sempre.

Sou prestativa. 
Eu sou sempre a primeira a ajudar alguém se tiver alcance para isso. Gosto de prestar favores, fazer agrados e não me importo nada em sentir-me útil ao ponto de ter feito o dia de alguém mais fácil ou mais feliz.

Não sei baixar os braços.
Não sucumbo à tristeza e aos falhanços da vida e sempre arranjo uma solução para o que quer que seja. Gosto muito disto em mim e luto pelo que quero. E face aos "nãos", eu arranjo maneira de os tornar em "talvez" e se mesmo assim não der certo... existe sempre o plano b. Ou o c.

(Do desafio do Jota)

3 comentários:

  1. Partilhamos o mesmo defeito, eu também sou uma grande consumista. Tenho a mesma perspetiva que tu e tenho intenções de mudar isso - será que é possível??

    ResponderEliminar
  2. Esqueceu de falar nas qualidades que você é linda, bjs

    ResponderEliminar

Deixa-me a tua opinião. É muito importante para mim.