Praticar meditação: sim

novembro 06, 2017

"Meditação? Andas a esconder coisas?" foram as perguntas que me fizeram após um teste daqueles de facebook onde eu revelava que pratico a meditação. Ou, pelo menos, venho tentando. A prática começou à cerca de um ano e através de um aplicativo de telemóvel, Calm, que possuía um guião de introdução à meditação e algumas aulas para iniciantes. Antes que pensem que o faço todos os dias, não, faço-o esporadicamente mas gostaria de ter o hábito de todos os dias tirar 10 minutos do meu dia para, simplesmente, meditar.

Photo by Joel Filipe on Unsplash

Não vos sei falar cientificamente do método mas, leiga que sou, limito-me a deitar na cama (embora possam fazê-lo sentados, de pé, whatever o que for mais confortável...) no final do dia, colocar os fones de ouvido no telemóvel, abrir o aplicativo - que hoje em dia é o Zen - e ouvir qualquer uma daquelas faixas que lá estão.

Embora a prática de meditação seja, normalmente, em silêncio eu sinto-me mais capacitada e ainda por ser muito novata neste tipo de coisas, ao ouvir aquela voz que, calmamente, nos pede para respirar fundo, fechar os olhos e sentir todo o nosso corpo relaxar. SIM, o efeito é esse mesmo: relaxar. 

No tumulto da vida do dia-a-dia, tirar 10 minutos para libertar a mente de todos os stresses, agonias e até frustrações é um privilégio que só não tornou as minhas noites de sono melhores como me fez sentir que eu mesma sou um refúgio de mim. 

Talvez para 2018 eu melhore neste sentido e consiga ter este meu ritual todos os dias.

1 comentário:

  1. Fico feliz por conseguires relaxar desta maneira :)
    Também foi das primeiras aplicações que experimentei, o Calm. É uma pena só ter 7 sessões gratuitas :/
    Tenho agora o Insight Timer, mas já lá vai quase um mês desde que usei. Não tenho conseguido limpar a cabeça enquanto medito e isso deixou-me frustrada. Talvez um dia volte a tentar!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar

Deixa-me a tua opinião. É muito importante para mim.